domingo, 27 de julho de 2008

Mí Buenos Aires querido!

Há muito tempo que vejo Buenos Aires como parte do meu trabalho e esqueço de aproveitar este incrível clima “europeu”. Não dá para negar que eles sabem promover muito bem seu estilo e seu país. Essa coisa meio Paris, meio São Paulo, comida de primeira qualidade (não deixe de experimentar el “ojo de bife”), vinhos divinos (sugiro Malbec sempre!), verdadeira hospitalidade (essa história de rivalidade se limita ao futebol) e agora ainda com o Peso mais baixo que o Real...é tudo de bom!

Ainda hoje muitos “gringos” mal informados ainda acham que Buenos Aires é a capital do Brasil (acreditem se quiser!).
“La Capital Federal”, como o pessoal local gosta de chamá-la, concentra em suas ruas e arredores mais da metade da população, além de ser o centro político, econômico e cultural da Argentina.


É uma metrópole com personalidade própria, aberta à arquitetura, cultura e à arte do mundo todo; cosmopolita e contraditória, dinâmica e tradicional, histórica e vanguardista.


Também não faltam atrativos para o turismo:


- Caminito – Reduto do Tango. Acredito ser a esquina mais típica da cidade. A algumas quadras aproveite para visita “La Bombonera” (estádio do Boca Juniors).
- Feria de San Telmo – Somente aos domingos. Para quem gosta de antiguidades é um prato cheio.
- Recoleta – Entre restaurantes maravilhosos, feira de rua nos finais de semana, Shopping Buenos Aires Design, Hard Rock, ainda é possível visitar o Cemitério (case de marketing) onde está o túmulo de Eva Perón (Evita).


- Show de TangoEsquina Carlos Gardel é minha favorita. Caro, mas oferece um show inesquecível (que não deixa nada a dever para grandes espetáculos que vemos na Europa).


- Hotel Faena – Conheça o supra sumo do design, arrojo e contemporaneidade de Philippe Starck (quer saber tudo de design, conheça mais sobre ele!). Este hotel merece um outro texto exclusivo para ele.
- Hotel Alvear – requinte e luxo levado ao extremo. Referência de elegância em uma cidade exigente e com grande demanda de serviço de alta qualidade.
- Puerto Madero – Lado moderno da cidade. Arranha céus espelhados contrastam com o prédios antigos dos outros bairros.
- Florida – uma rua super conhecida. Impossível não comprar alguma coisa. Agora se quiser gastar mesmo, sugiro Palermo, onde poderá encontrar todos os outlets das marcas mais famosas e bem mais em conta.


- Restaurantes – Nossa, difícil dizer. São muitos. Difícil é você comer mal ou ser mal atendido em algum lugar.
Agora o melhor mesmo é simplesmente caminhar pelas ruas da cidade. Tudo é perto, o clima é ótimo (um friozinho de inverno em um dia de sol faz tudo ficar melhor ainda) e, mesmo se tiver que pegar um táxi, os preços são mínimos.


Viva Buenos Aires, deixe-se levar pelo ritmo portenho e descubra um povo super orgulhoso da sua cultura e que, definitivamente, sabe receber bem!



quarta-feira, 23 de julho de 2008

Estratégia eficaz

Check list da estratégia eficaz:
* Não confunda eficácia operacional com estratégia.
* Crie uma proposição de valor diferente e única para seus clientes.
* Estabeleça uma cadeia de valor diferente dos seus concorrentes.
* Defina o que não fazer em seu negócio.
* Integre todos os elos da cadeia de valor para se diferenciar.
* Não mude uma estratégia no meio do caminho.
"Pensar em ser a empresa número um já inviabiliza qualquer possibilidade de sucesso."
- Eficácia Operacional - aplicar e assimilar as melhores práticas.
- Estratégia - ação de se criar uma posição competitiva e sustentável, por meio da diferenciação.
Quem diz tudo isso? Quem mais além do "guru da estratégia"?....Michael Porter

terça-feira, 15 de julho de 2008

Descubra seu Q.I. de Viajante

Teste muito bem feito! entre no site do TRAVELPOD e descubra o quanto você conhece sober viagens! Quanto mais rápido você encontrar onde fica uma cidade no mapa, maior o seu Q.I. de viajante!
Aproveite para conhecer este blog de viagens bem interessante:
http://www.travelpod.com/

Que tipo de inteligência usar no trabalho?

O que é INTELIGÊNCIA?
Temos ouvido falar sobre tipos diferentes de inteligência que estão se tornando critério forte no processo de seleção das empresas. Mas o que são exatamente?
- Inteligência Racional - Palavra = PENSAR
Utiliza a lógica, o pensamento coordenado para tomar decisões, cada vez que temos um determinado problema usamos nosso conhecimento e ou experiências de vida, procurando uma solução adequada ao problema de modo bem cartesiano, estudado, suas conseqüências e desdobramentos futuros sem atitudes preconcebidas ou preconceituosas. Porém, não envolvendo sentimentos, preconceitos, reações instantâneas, utilizam plenamente o raciocínio lógico.
Exemplo: Aqui, digamos que seu currículo, a entrevita e alguns testes que o RH aplica antes da contratação vai ajudar a revelar algumas coisas. Além, claro, dos famosos Testes de QI (Quociente de Inteligência)
- Inteligência Emocional - Palavra = SENTIR
Conjunto específico de aptidões utilizadas no processamento e conhecimento das informações relacionadas à emoção. Na história da psicologia moderna o termo “inteligência emocional” expressa um estágio na evolução do pensamento humano: a capacidade de sentir, entender, controlar e modificar o estado emocional próprio ou de outra pessoa de forma organizada.
Exemplo: Demostrar controle do temperamento, adaptabilidade, persistência, amizade, respeito, amabilidade e empatia.
Teste a sua inteligência emocional aqui.
Dica de Livro: Inteligência Emocional - Daniel Goleman
E agora temos o estudo de uma terceira...
- Inteligência Espiritual - Palavra = QUERER
Apesar do termo remeter a algo religioso, esta palavra é utilizada genericamente para retratar atitudes que geram ótimos resultados profissionais ou aumentem sua performance em alguma área específica. Atitudes que demonstrem presença de ousadia, fé que tudo dará certo, confiança na lógica das coisas que mostra que nada ocorre ao acaso. Além de uma generosidade e forte senso de justiça em tudo o que faz. É um tipo de inteligência que se liga muito intimamente a inteligência emocional e passou nos últimos dez anos a ocupar lugar de destaque na avaliação dos perfis de alguns profissionais. Normalmente pessoas com bom índice desta inteligência assumem mais riscos e se comprometem em seus projetos com muito entusiasmo (palavra de origem grega, que não por acaso quer dizer "sopro divino").
Exemplo 1 - Lembra-se da última vez que tinha um problema difícil de resolver que lhe incomodou bastante até que, "por encanto", uma intuição apareceu "do nada" e mostrou as respostas que tanto procurava?
Exemplo 2 - Em algum momento de sua vida você ousou em arriscar tudo em uma atitude inovadora, criativa e venceu o medo de errar?
Dica de livro: Inteligência Espiritual - Ian Marshall - Danah Zohar
É, pelo jeito, não adianta mais sermos só competentes, estudar a vida toda e sabermos trabalhar em equipe. Hoje em dia, para conseguirmos uma boa posição no mercado (e mantê-la por algum tempo), também é necessário entendermos a maneira com que sentimos as coisas, como pensamos, o jeito de encarar a vida, etc.
Está ficando tudo muito subjetivo, entretanto a evolução do ser humano é inegável neste sentido. Se não fosse isso, o fator "QI" (mas agora no sentido de "quem indica") continuaria aumentando nas empresas. Não estou dizendo que não existe mais, mas com certeza está diminuindo dia-a-dia. Tenho bons "sentimentos" em relação a isso...







Para saber mais sobre este assunto, clique aqui.

..and BE "SMART"!

Journeys - Nova Campanha da Louis Vuitton

A nova campanha da Louis Vuitton é sensacional e se chama Journeys. Foi feito um site (de muito bom gosto, por sinal) contando que viajar é a razão de ser da marca (malas, nécessaire, etc, pegou?) e que viagens são sempre momentos especiais.
Tendo isso como ponto de partida, a marca convidou personalidades para nos apresentar algumas cidades. Steffi Graf e André Agassi mostram Nova York, Catherine Deneuve passeia por Paris e o próximo convidado é Mikhail Gorbachev (causando inclusive certa polêmica). Os vídeos são muito bem produzidos, assim como as fotografias, e agregam conteúdo e interatividade ao case.
Agora imperdível mesmo é o vídeo promocional (veja abaixo)! Realmente quem trabalha com luxo a tanto tempo, sabe passar um imagem de requinte em qualquer coisa que faça.

video

Bed Jump

Essa é a regra, certo?! Você chega no hotel, o mensageiro deixa as malas, você mal dá a gorjeta, bate a porta e…........ já pula na cama. Quem resiste? Poucos!
Pois justamente para avaliar as melhores camas e hotéis nesse quesito, existe o Bed Jump. Uma espécie de guia colaborativo, quase um blog, que estimula as pessoas a enviarem fotos durante pulos quase acrobáticos, comentando e recomendando; ou não;o hotel.


Entre lá e deixe sua foto!

terça-feira, 8 de julho de 2008

Tendências no Segmento de Viagens 2008

Deloitte faz anualmente un relatório da indústria do Turismo falando sobre as tendências para os próximos anos (Travel Industry Trends Report). No último, para 2008, foram identificadas algumas tendências chaves para este segmento:
1. MUDANÇA DO CONSUMIDOR: viagens de nicho ou "mini viagens"? Mais e mais pessoas estão mudando das tradicionais 2 semanas de férias fora de casa para uma semana ou até menos. 47% das pessoas pesquisadas disseram que estão fazendo viagens mais curtas nos útlimos tempos.
2. GLOBALIZAÇÃO: A introdução dos "resorts casino" estilo Las Vegas na Ásia continuará crescendo e com projeções altíssimas. Este segmento lá (onde cassinos e outros jogos são permitidos), tem uma previsão de aumento de USD14.6 Bilhões em 2006 para USD30.3 Bilhões em 2011.
3. SEGURANÇA: 17% dos viajantes de avião disseram que as novas leis de segurança nos aeroportos podem interferir na sua decisão de viajar a lazer e 10% falaram a mesma coisa sobre viagens de negócios.
4. TECNOLOGIA: Nos últimos 12 meses, 83% dos entrevistados disseram que utilizaram a internet para procurar ou comprar viagens, pois acharam mais conveniente ou sentiram que poderiam conseguir preços melhores.
5. RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL: A atenção à mídia e acesso à informação está ajudando os consumidores mais atentos às potenciais mudanças climáticas, fome e outros problemas sociais dos destinos turísticos. Mesmo com a queda do dólar, os americanos continuarão viajando. 45.8% dos americanos pretende tirar féria nos próximos 6 meses (contra 46,4% do ano passado).
Fonte: Site Travel IndustryWire
(Em inglês - lá também tem o link para você ler o relatório completo. Muito interessante!)
Claro que devemos lembrar que estas pesquisas são feitas levando a realidade americana, mas sendo eles um dos maiores consumidores de viagens do mundo, com certeza vale a pena ficarmos atentos.